Fotógrafa emagrece 46 kg com mudança alimentar e evita cirurgia

Mostre isso para seus amigos nas redes sociais

A fotógrafa Isabela Innocenti, 21 anos de idade, descreveu sua relação com a comida que segundo ela ocorria de forma doentia.

Segundo Isabela, ja aconteceu dela gastar em um dia R$ 100 reias em lanches em um fast food; e quando isso aconteceu ela percebeu que havia algo de errado e resolveu se cuidar.

Isabela nunca foi magra, porém quando seus pais se separaram há 3 anos ela passou por um momento emocionalmente difícil, ficando em depressão. Isabela conta que só queria ficar deitada ou comendo, e que não ligava se estava engordando. Até que gastou R$ 100 reais em lanches no McDonald’s para comer sozinha; ela relata que percebeu que ia morrer por conta do peso que ela estava e que enquanto ela comia, ela se sentia feliz, mas depois que parava de comer se sentia culpada.

A mãe de Isabela já havia passado pelo mesmo problema e só conseguiu emagrecer com cirurgia bariátrica. E, foi a ela que Isabela resolveu pedir ajuda. Ela então fez um plano de saúde para Isabela pensando no caso da filha precisar passar também por cirurgia. Porém, o plano de saúde só cobriria uma cirurgia após dois anos de carência. E foi aí que Isabela pensou em tentar emagrecer antes de completar esses dois anos de carência do plano e caso não desse certo ela faria a cirurgia.

Em Agosto de 2014, Isabela se consultou com uma nutricionista, e ela não impôs nenhuma dieta fechada, apenas cortou refrigerante (Isabela chegava a consumir 2 litros de refrigerante por dia), fritura, lanches (fast food) e acrescentou porções diárias de verduras, legumes e carnes magras. No lanche a tarde passou a comer frutas, iogurte ou tapioca com ricota, ao invés de salgados que costumava comer durante a tarde.

Isabela também passou a fazer musculação, e conta que no primeiro mês já perdeu 5 Kg e continuou com a mudança alimentar e a prática de atividade física até perder 46 Kg.

O excesso de peso interferia na vida de Isabela, ela relata que não conseguia andar por longas distâncias e por isso chegava a mentir que estava passando mal só para não sair de casa, não tinha disposição física e por isso deixava algumas vezes de ir trabalhar, e chegou até a perder um ano de graduação em Design Gráfico porque sentia vergonha do seu peso e por isso não entrava na aula.

Isabela também conta que foi preciso muita força de vontade e apoio da família e do namorado, que sempre a apoiaram para conseguir emagrecer.

Ela passou de 122,5 Kg para 76 Kg em apenas 10 meses. E hoje, 46 Kg mais magra, está satisfeita com o seu corpo e com o seu peso atual, Isabela se sente feliz por saber que ela não precisa de comida para enfrentar seus problemas. Ela até quer fazer a segunda faculdade, em Nutrição, para ajudar pessoas que passam pelo mesmo problema que ela passou.

VEJA MAIS AQUI

http://veja-isso.com
Mostre isso para seus amigos nas redes sociais